É PRECISO IR AOS EXTREMOS DE SI,
PARA QUE POSSA EXPERIMENTAR-SE POR INTEIRO !


Débora Vasconcelos

segunda-feira, 28 de março de 2011

CAMINHOS INVERSOS

Bandido! Veio sorrateiro como um gato, mas maldoso por inteiro sem ser macio.

Bandido! Mais uma noite de sono me roubou, invadindo os pensamentos que eu já não queria que fossem dele, contudo, ainda os é.

E novamente me fez inventar caminhos inversos aos que percorremos na realidade, me fazendo ter saudade de coisas que não irão existir. De finais felizes, de elogios e afagos, de aprendizado e experiências que não trocamos. Porque apenas brincamos que amamos, sem nunca termos realmente amado, mais do que a nós mesmos.

Mas uma noite perdida de minha vida, mas uma noite em que nada mudou, nem eu mesma. Porque ainda deixo aberta minha mente, para sua entrada, mesmo que ele não saiba, é ele quem vem me roubar.

Além do amor que já não mais acredito, agora o sono que é o que eu preciso, para que de dia eu possa na nova vida que tento, improvisar.

Débora Vasconcelos

domingo, 27 de março de 2011

MÚSICA: GLI OSTACOLI DEL CUORE - Elisa & Luciano

*Eu já amava essa música, mas confesso que quando li a tradução eu até chorei.

Vejam o vídeo:

http://www.youtube.com/watch?v=yTeiObm6pfQ&NR=1&feature=fvwp


Música: O S OBSTÁCULOS DO CORAÇÃO – Elisa e Luciano

Composição: Ligabue


Há um princípio da mágica

Entre os obstáculos do coração

Que se prende com prazer

Em uma noite que não morre

E uma noite a rejeitar

Como um pacote de Natal


Há um principio da ironia

Nos suaves carinhos

Os pensamentos mais secretos

E encontra-los assim revelados

E a falar era eu

Sou eu que os emprestei


Quantas coisas que você não sabe de mim

Quantas coisas que você não pode saber

Quantas coisas a carregar na viagem juntos


Há um princípio da alegria

Entre os obstáculos do coração

Que eu quero merecer

Enquanto eu olho o mar

Enquanto eu deixo naufragar

Num pensamento ridículo


Quantas coisas que você não sabe de mim

Quantas coisas que você não pode saber

Quantas coisas a carregar na viagem juntos


Quantas coisas que você não sabe de mim

Quantas coisas você deve merecer

Quantas coisas a jogar fora na viagem juntos


Há um princípio da energia

Que me empurra a balançar

Entre o meu dizer e o meu fazer

E sentir faz barulho

Faz barulho caminhar

Entre os obstáculos do coração


Quantas coisas que você não sabe de mim

Quantas coisas que você não pode saber

Quantas coisas a carregar na viagem juntos


Quantas coisas que você não sabe de mim

Quantas coisas que você não quer saber

Quantas coisas a jogar fora na viagem juntos



Gli Ostacoli Del Cuore

Composição: Ligabue

C'è un principio di magia
Fra gli ostacoli del cuore
Che si attacca volentieri
Fra una sera che non muore
E una notte da scartare
Come un pacco di natale

C'è un principio d'ironia
Nel tenere coccolati
I pensieri più segreti
E trovarli già svelati
E a parlare ero io
Sono io che li ho prestati

Quante cose che non sai di me
Quante cose che non puoi sapere
Quante cose da portare nel viaggio insieme

C'è un principio di allegria
Fra gli ostacoli del cuore
Che mi voglio meritare
Anche mentre guardo il mare
Mentre lascio naufragare
Un ridicolo pensiero

Quante cose che non sai di me
Quante cose che non puoi sapere
Quante cose da portare nel viaggio insieme

Quante cose che non sai di me
Quante cose devi meritare
Quante cose da buttare nel viaggio insieme

C'è un principio di energia
Che mi spinge a dondolare
Fra il mio dire ed il mio fare
E sentire fa rumore
Fa rumore camminare
Fra gli ostacoli del cuore

Quante cose che non sai di me
Quante cose che non puoi sapere
Quante cose da portare nel viaggio insieme

Quante cose che non sai di me
Quante cose che non vuoi sapere
Quante cose da buttare nel viaggio insieme

6000 VISITAS

OBRIGADA A TODOS QUE VISITAM MEU BLOG, ESTOU MUITO FELIZ COM AS 6.000 VISITAS. UM GRANDE BEIJO.


Débora Vasconcelos

sexta-feira, 11 de março de 2011

UM NOVO CORAÇÃO – 10/03/11

Ela chegou faceira logo dizendo:

- Gente, mudei de coração!

Como assim? Como era possível alguém mudar de coração? Não fosse por um transplante, coisa que sabíamos não tinha acontecido.

Mas era notável a sua mudança. Ela esbanjava charme e alegria em seu sorriso, usava pulseiras e uma maquiagem diferente, sei lá, estava estranha, diferente mesmo. E não era apenas o corte de cabelo, eram os trejeitos, estava mais leve sem alterar o seu peso.

Gostei de vê-la assim de coração novo.

Quero mudar o meu também!

Débora Vasconcelos